Provença, França: Roteiro para uma viagem de carro

Provença, França: Roteiro para uma viagem de carro

Impossível resistir ao charme da Provença, sua luz dourada maravilhosa, seus campos de lavanda e girassóis e seus lindos vilarejos no alto de colinas. Veja aqui nossa sugestão de roteiro para uma viagem de carro de três dias pela Provença, França.

COMO CHEGAR NA PROVENÇA, FRANÇA

TREM: Seguindo este roteiro, pegar um trem de Paris até Aix-en-Provence ou Marselha é a maneira mais simples e prática de se chegar na região da Provença. LEIA TAMBÉM: Dicas essenciais para viajar de trem na França.

AVIÃO: Também é possível pegar um avião de Paris à Marselha. A viagem dura cerca de 1h. Depois é só alugar um carro no aeroporto e dirigir 30 minutos até o ponto de partida deste roteiro, Aix-en-Provence.

COMO SE LOCOMOVER PELA PROVENÇA, FRANÇA

A melhor maneira de se locomover pela Provença é de carro. Para encontrar uma locação boa e barata, recomendo a Reservecar. O site brasileiro compara preços de aluguéis de carro. Ele reúne em um lugar só as melhores locadoras mundiais com tarifas mais em conta para todos os modelos de carro, de econômico a luxo.

QUANDO IR PARA PROVENÇA, FRANÇA

A melhor época para visitar a Provença é no auge da floração das lavandas: do meio de junho ao meio de julho. Se você deixar para ir na última semana de julho, pode ser que as lavandas já tenham sido colhidas.

Veja aqui: Roteiro para uma viagem de carro pela Provença, França

DIA 1

Plateau de Valensole

O melhor ponto de partida para essa viagem de carro pela Provença, França, é a cidade de Aix-en-Provence. Se tiver um tempinho a mais, vale visitar o atelier do Cezanne e a Catedral de Aix, fora isso não há muito o que se fazer na cidade. Por isso se o seu tempo for apertado, já comece o dia seguindo viagem para o Plateau de Valensole, onde ficam os campos de lavanda mais bonitos.

Provença, França: Campos de Lavanda

Em tempo: ao viajar pela Provença, coloque sempre no Google Maps a opção de evitar autroestradas (que comaçam com a letra A). No Waze, é só verificar as opções secundárias de itinerário para encontrar sugestões de caminho sem estradas movimentadas. Prefira sempre as estradas departamentais, que começam com a letra D, e as nacionais que começam com a letra N.

O trajeto de Aix-en-Provence até o Plateau de Valensole, pela estrada D952 dura cerca de 1h21. Um dos pontos de parada mais bonitos e famosos da viagem é um campo de lavanda localizado ao lado de uma loja de produtos à base de lavanda chamada Lavandes Angelvin. Do lado direito da estrada, em frente à plantação, tem um espaço para estacionar para ir fotografar nos campos.

Mais à frente desse campo fica um lindo campo de sálvia (foto de abertura do post). Vale parar por ali e tirar algumas fotos.

Gorges du Verdon

Depois de descobrir os lindos campos de lavanda no Plateau de Valensole é hora de conhecer uma das outras maravilhas da Provença: as Gorges du Verdon.

Provença, França: Gorges du Verdon

As Gorges du Verdon são cânions entre os quais passa o rio Verdon. Para chegar na parte mais bonita e conhecida das Gorges du Verdon, dirija até Moustiers-Sainte-Marie. De lá vá até o Lago de Sainte Croix. A cor da água é simplesmente surreal, um verde-água maravilhoso.

Vá com roupa de banho por baixo e pare o carro no estacionamento ao lado direito do lago. Depois é só aproveitar o sol na beira e andar de pedalinho ou kayak pelo rio. Em tempo: leve toalhas e uma canga para deitar no chão. Também leve dinheiro, porque as barraquinhas de pedalinho de kayak não aceitam cartão. O passeio de uma hora custa 20€.

Não deixe também de subir os cânions de carro para ter uma vista única sobre as Gorges du Verdon.

Depois de curtir o lago e os cânions, volte para Moustiers-Sainte-Marie para descansar e passar a noite antes de seguir viagem.

Como hospedagem recomendo o La Bastide de Moustiers (RESERVE AQUI). O hotel quatro-estrelas de Alain Ducasse mais parece um oásis provençal. Os quartos ficam em bastides (estilo de casa típico da Provença) dispersas pelo terreno. Tem horta, piscina e um jardim com redes para descansar depois de um longo dia de passeio. Não deixe de encerrar o dia com um jantar no restaurante estrelado do hotel.

Provença, França: Bastide de Moustiers

Veja aqui outras sugestões de hotel em Moustiers Sainte-Marie

DIA 2

Roussillon

Provença, França: RoussillonO primeiro dia da viagem foi dedicado às paisagens naturais da Provença. No segundo você vai conhecer mais cidadezinhas e vilarejos típicos da região.

A primeira parada é Roussillon, a duas horas de Moustiers Sainte-Marie. O vilarejo fica sobre falésias de ocre. Por muito tempo a matéria foi explorada, hoje é proibido extrair o ocre por ali. O charme de Roussillon é a sua cor, toda a cidade é vermelha como o ocre. Leve o tempo que precisar para explorar suas ruelas charmosas e apreciar a paisagem do alto das colinas.

LEIA TAMBÉM: O que fazer com suas fotos de viagem

Gordes

Depois da visita, siga para Gordes. São apenas 15 minutos de viagem. Gordes é uma cidade gostosa para almoçar e tomar um suco fresco no quiosque Bar à Jus (Route Neuve, 84220 Gordes).

Explore as ruazinhas do centrinho de Gordes antes de dirigir até a Abbaye de Sénanque. A abadia é um verdadeiro icône da Provença. Toda essa fama se dá por conta do lindo campo de lavanda que se estende no jardim da frente.

Provença, França: Abbaye de Sénanque

A abadia ainda está em atividade e os monges confeccionam produtos à base de lavanda, vendidos na lojinha da abadia. Tem óleo essencial, spray de travesseiro e mil outros produtos com cheirinho da planta cultivada bem ali. Os monges também produzem mel e azeite.

Da abadia até Fontaine de Vaucluse são 30 minutos de viagem. Mas preste atenção: não tem sinal nos arredores da Abbaye de Sénanque. Faça o caminho de volta para Gordes, que fica entre a abadia e a Fontaine de Vaucluse. Lá você tem sinal de internet e pode usar o Waze ou Google Maps para continuar o trajeto.

Fontaine de Vaucluse

No meio das falésias de Fontaine de Vaucluse nasce o Sorgue. O rio, de um azul/verde-água indescritível, atravessa a cidade e completa o seu charme. A pé, ao chegar na ponte no centrinho da cidade (onde fica esse moinho), vá à esquerda e siga o rio em direção contrária à corrente. No final dessa trilhazinha de 20 minutos você vai chegar na nascente do rio, a maior da França e a quinta maior do mundo.

Provença, França: Fontaine de Vaucluse

Em seguida, volte para o centrinho para comer em um restaurante na beira da água. Depois da janta você pode dirigir até L’Isle-sur-la-Sorgue para passar a noite. Recomendo o Grand Hôtel Henri (RESERVE AQUI). 

Veja outras opções de hotel em L’Isle-sur-la-Sorgue.

DIA 3

Avignon

A partir de L’Isle-sur-la-Sorgue, dirija 40 minutos até Avignon, sede da Igreja Católica de 1309 a 1377.

Provença, França: Avignon

Não é preciso passar muito tempo em Avignon. Mas não deixe de visitar o Palais des Papes, antiga casa dos papas. Durante a visita você tem um iPad que, além de te contar a história e as curiosidades da vida dos papas no local, permete que você veja como o palácio era antigamente. Basta escanear o código no cômodo em que estiver, colocar o iPad na frente do seu rosto e usá-lo como se ele fosse os seus próprios olhos.

Passe embaixo da icônica Pont d’Avignon e depois siga viagem para Les Baux-de-Provence. Para ver de perto um lindo campo de girassóis, faça a viagem passando por Tarascon.

Provença, França: Girassóis

Les Baux-de-ProvenceProvença, França: Les Baux-de-Provence

Les Baux-de-Provence é um vilarejo charmosissímo que fica sobre uma colina. A vista do topo é maravilhosa. Estacione o carro em sua base e suba a pé as escadas que te levam até o centrinho. A cidade é formada por ruelas de paralelepípedo pontilhadas por lojinhas de produtos locais, simplesmente uma graça.

Depois da visita é só dirigir até a cidade onde você pega o trem/avião para voltar para Paris. Pegando as estradas departamentais, Aix-en-Provence fica a 1h20 de Les Baux-de-Provence, o aeroporto de Marselha fica a 1h de viagem.

Seguir:
Compartilhar:
O Gigi em Paris foi à Provença em parceria com a ReserveCar e à convite do hotel La Bastide de Moustiers. Este post conta apenas com as opiniões pessoais da autora.

1 Comment

  1. Stelle
    6 de setembro de 2018 / 14:12

    Amei o roteiro! Que região linda que é a provença <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *