O que não fazer em Paris: os 14 erros mais comuns cometidos por iniciantes

O que não fazer em Paris: os 14 erros mais comuns cometidos por iniciantes [vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

Desde o primeiro dia de 2016, a França recebeu mais de 640 milhões de turistas.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”2/3″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Paris é a terceira cidade mais visitada do mundo, perdendo só para Londres e Bangkok. A capital é super estruturada para receber turistas, mas tem alguns truquezinhos que ninguém te contou. Aqui estão os 14 erros mais cometidos de quem vai à Paris.[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][fancy-ul icon_type=”font_icon” icon=”icon-plus-sign” color=”Accent-Color”]LEIA TAMBÉM:

[/fancy-ul][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/3″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_raw_html]JTNDc2NyaXB0JTIwYXN5bmMlMjBzcmMlM0QlMjIlMkYlMkZwYWdlYWQyLmdvb2dsZXN5bmRpY2F0aW9uLmNvbSUyRnBhZ2VhZCUyRmpzJTJGYWRzYnlnb29nbGUuanMlMjIlM0UlM0MlMkZzY3JpcHQlM0UlMEElM0MlMjEtLSUyMFBvc3QlMjBhZCUyMC0tJTNFJTBBJTNDaW5zJTIwY2xhc3MlM0QlMjJhZHNieWdvb2dsZSUyMiUwQSUyMCUyMCUyMCUyMCUyMHN0eWxlJTNEJTIyZGlzcGxheSUzQWlubGluZS1ibG9jayUzQndpZHRoJTNBMzM2cHglM0JoZWlnaHQlM0EyODBweCUyMiUwQSUyMCUyMCUyMCUyMCUyMGRhdGEtYWQtY2xpZW50JTNEJTIyY2EtcHViLTgyMDY4MDEwOTQyMjk3NDQlMjIlMEElMjAlMjAlMjAlMjAlMjBkYXRhLWFkLXNsb3QlM0QlMjI4ODE3NDA2OTExJTIyJTNFJTNDJTJGaW5zJTNFJTBBJTNDc2NyaXB0JTNFJTBBJTI4YWRzYnlnb29nbGUlMjAlM0QlMjB3aW5kb3cuYWRzYnlnb29nbGUlMjAlN0MlN0MlMjAlNUIlNUQlMjkucHVzaCUyOCU3QiU3RCUyOSUzQiUwQSUzQyUyRnNjcmlwdCUzRQ==[/vc_raw_html][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

O QUE NÃO FAZER EM PARIS: ERROS DE INICIANTES

 

1. SE HOSPEDAR FORA DE PARIS PARA ECONOMIZAR ALGUNS EUROS

Você pode achar que está na vantagem quando encontrar um hotel do outro lado do périphérique – estrada que contorna Paris, por pouco menos de €90. A verdade é que tem grandes chances de você se arrepender. Se você quer sentir na alma como é estar em Paris, prefira se hospedar em um dos 20 arrondissements da cidade. Tem ótimos hotéis com diárias super em conta.

Veja aqui: Hotéis bons e baratos em Paris

2. ACHAR QUE EM PARIS TUDO É CARO

Tire esse preconceito da cabeça de que tudo em Paris é super caro. Claro, uma visita à Paris também não é coisa barata, mas se você souber onde (e quando) ir, você pode salvar alguns euros no seu bolso e conhecer a cidade de um jeito bem legal. Sem passar por restaurantes caríssimos e hotéis de luxo, com certeza.

Veja aqui: Atividades de graça para fazer em Paris

3. DEIXAR O CELULAR NO HOTEL

Muitas praças e cafés disponibilizam Wi-fi de graça. E acredite, por mais que você não seja uma pessoa conectada, é melhor se garantir com uma conexão caso se perca, esteja procurando uma atração nos arredores ou queira comprar ingressos online para algum museu.

Veja aqui: 14 aplicativos essenciais para sua viagem à Paris

4. NÃO APRENDER PALAVRAS-CHAVE E FRASES BÁSICAS EM FRANCÊS

Existem exceções, mas os franceses não curtem muito falar inglês. Eles até falam, mas você precisa perguntar educadamente (e em francês) se eles falam inglês: Parlez-vous anglais?

Frases como bonjour (bom dia), s’il vous plaît (por favor), combien cela coûte? (quanto custa?) amolecem um pouquinho o coração dos parisienses. Não esqueça também das palavras monsieur (senhor), madame (senhora) e merci (obrigado). E lembre-se de sempre se dirigir a alguém como vous, nunca tu, esse é reservado para familiares e amigos próximos. Então o certo é dizer: Pourriez-vous me dire où se trouve la Tour Eiffel ? (O (a) senhor (a) poderia me dizer onde fica a Torre Eiffel?) ao invés de Peux-tu me dire où se trouve la Tour Eiffel ?

Para já ir aquecendo o francês recomendo o Instagram @frenchwords que posta uma palavra em francês por dia com sua pronúncia e significado em inglês. Também tem o aplicativo Mosalingua que te da uma noção básica de varias línguas, é só treinar todos os dias algumas semanas antes do embarque.

5. COMPRAR E COMER NA CHAMPS-ELYSÉES

Aquela cena tão imaginada de nós fazendo mil compras e jantando em super restaurantes na Champs-Elysées na realidade não é tão glamorosa assim. A avenida está sempre lotada de turistas e as lojas que pipocam ao longo da avenida podem ser encontradas em qualquer outro canto de Paris. A maioria dos restaurantes são bem caros com serviço ruim (veja os que salvam aqui).

Claro, não deixe de dar uma voltinha por ali e subir no Arco do Triunfo, mas existem outros passeios bem legais para fazer nos arredores.

Veja aqui: Passeios nos arredores da Champs-Elysées

6. SEMPRE COMER EM RESTAURANTES

Alguns restaurantes clássicos são passagem obrigatória em Paris, mas você não precisa gastar €50 todos os dias para comer bem. Tem comida de rua; como os crepes vendidos em quiosques; as deliciosas patîsseries vendidas nas padarias e também cafés e bistrôs que servem clássicos da culinária francesa com um preço bem em conta. Na hora do almoço dá para comer bem (prato principal e sobremesa inclusa) por €15.

Leia também:
Os melhores cafés de Paris
Hank Burguer: O melhor hambúrguer vegano de Paris
Na padaria: Os clássicos da culinária francesesa

7. PAGAR PELA ÁGUA

Os restaurantes e cafés de Paris são obrigados a te dar água de graça. Não estou falando de água mineral e sim da água da torneira que é ótima. Você só precisa dizer: une carafe d’eau s’il vous plaît e o garçom vai te trazer uma garrafa de vidro cheinha.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”full_width_content” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]O que não fazer em Paris[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][vc_column_text]

O QUE NÃO FAZER EM PARIS: ERROS DE INICIANTES

[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

8. QUERER USAR SÓ O CARTÃO DE CRÉDITO

Não saia do hotel sem alguns trocados no bolso, muitos lugares em Paris, principalmente mercadinhos e cafés, só aceitam cartão de crédito acima de uma quantia.

9. ACHAR QUE VOCÊ NUNCA VAI SER ROUBADO

Melhor ficar de olho na bolsa quando estiver em lugares turísticos e em transportes públicos. Afinal, ninguém quer ser vítima dos pickpockets que roubam seus pertences sem você se dar conta.

As pessoas mal intencionadas sempre estão de olho e percebem rapidinho se você é turista. O que me leva ao próximo erro.

10. ASSINAR PETIÇÕES NOS PONTOS TURÍSTICOS

Pode parecer que as intenções são boas, mas é roubada. Ao colocar o seu email na petição de alguém, principalmente se ele(a) estiver embaixo da Torre Eiffel, você não está ajudando ninguém. A verdade é que ao colocar o seu email, seu nome e telefone você está fornecendo seus dados que serão vendidos para grandes empresas. Resultado? Muitos spams na sua caixa de entrada.

11. ALUGAR UM CARRO OU PEGAR TÁXI TODA HORA

É comum achar que dá para andar de Montmartre até o Louvre em um dia só, muitas pessoas tem a impressão de que Paris é pequena, a verdade é que ela é enorme. Ao perceber isso muitos preferem pedir um Uber ou pegar um táxi, o que pode sair bem caro no final do dia. Sorte a nossa que as linhas de trem, metrô e ônibus funcionam muito bem. De quebra ainda tem as vélibs que são bicicletas públicas que podemos alugar na rua.

12. JOGAR FORA O TICKET DE METRÔ ANTES DE SAIR DA ESTAÇÃO

Usar o metrô é de praxe uma obrigação diária do parisiense que já é craque nas baldeações e localização de cada estação. Para estadias mais curtas melhor o ticket que você compra nas maquininhas das estações de metrô. Lembre-se de sempre ter o ticket no bolso mesmo depois de ter passado a catraca. Só jogue fora quando passar as catracas para sair da estação. Em caso de fiscalização, se você não tem o ticket em mãos, você paga uma multa de €60.

A maioria dos parisienses usa o cartão Navigo, super recomendável se você vai ficar uma semana ou mais em Paris. Com ele você pode usar os transportes públicos quantas vezes quiser em todas as zonas de Paris, incluindo Versalhes – o que nos leva ao próximo erro.

Veja aqui: Como funciona o metrô em Paris

13. NÃO VISITAR O PALÁCIO DE VERSALHES

Se você tem mais de dois dias em Paris, reserve um para dar um pulo em Versalhes, conhecer o palácio; que já foi o centro do poder do Antigo Regime e casa da rainha Maria Antonieta; e dar um passeio no suntuoso jardim milimetricamente pensado por André Le Nôtre. A viagem é fácil, você só precisa pegar o RER C.

14. EVITAR CLICHÊS PARA “NÃO PAGAR MICO” 

Querer dar uma de local blasé vai te deixar arrependido mais tarde. Se jogue no croissant, nas baguetes e nos macarons. Abra uma garrafa de vinho na beira do Rio Sena, encare algumas filas para ter as vistas mais bonitas de Paris e compre uma Torre Eiffel em miniatura em alguma loja de souvenir.

Veja aqui: Os melhores lugares para ver Paris de cima[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Seguir:
Compartilhar:

4 Comentários

  1. Rafael
    8 de janeiro de 2017 / 23:54

    Olá Gi,

    Tudo bem?

    Primeiramente gostaria de parabenizar pelo blog/site que você escreve, pois eu estou indo viajar em setembro, e quero saber o maximo de Paris possivel, pois vou fazer o Caminho de Santiago e vou começar por Saint Jean Pied Port, mas antes vou passar 3 dias em Paris e você está me ajudando MUITO. Cada dica sua estao sendo muito importantes pra mim, gostaria de agradecer, e parabeniza-la novamente.

    Queria saber também, se você sabe se existem outras “Gigi’s” por ai pelo mundo que dão dicas de outras cidades pelo mundo, tipo Tailandia, etc, dicas relevantes iguais as suas, para que eu possa ter conhecimento de outros lugares do mundo iguais você passa aqui no seu blog. Se tiver, você me passa?

    Aguardo um retorno seu.

    Att,

    Rafael

  2. Edna
    12 de maio de 2017 / 15:34

    Ótimo

  3. Wesley Campos
    14 de maio de 2017 / 00:28

    Use o verbo no subjuntivo ao pedir: vouz pouraiz? Pois se voce fala no presente ” vouz peux?” , o sentido é de ordenar ( é deselegante) .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *