No continente africano, Marrocos esbanja muitas cores, sabores e paisagens incríveis, como o deserto do Saara e as montanhas do Alto Atlas.

Viajar para Marrocos: Fora as cenas da novela O Clone – transmitida pela Rede Globo em 2001, pouco conhecemos do Marrocos. Só descobri que o país vivia sob um regime monárquico algumas semanas antes do meu embarque. As ruelas confusas das medinas, as diferenças culturais e o estilo de vida marroquino vão te deixar com muitas dúvidas na hora de planejar a sua viagem para o Marrocos – destinação incrivelmente popular entre os franceses que já colonizaram o país.

Dúvidas Marrocos

VIAJAR PARA MARROCOS: AS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

RISCOS E SEGURANÇA

1) É um país perigoso em geral?

O Marrocos é um país bem acolhedor e os marroquinos amam receber turistas. Eles vão te perguntar de onde você é quais são seus planos de viagem. Não fique achando que eles estão investigando a sua vida para fazer algo ruim com você, porque eles não estão, eles só querem fazer conversa.

Quando você andar pelas medinas você com certeza vai se perder entre uma rua e outra, muitas pessoas vão se dispor a te mostrar o caminho e esse é o único cuidado que eu acho que você deve ter: não confie em qualquer um. Alguns homens podem te levar em um canto perdido e te pedir mais dinheiro para te levar ao lugar certo e sair daquele labirinto. Mas se você aceitar a ajuda de alguém não esqueça de dar uma caixinha de 10 a 20Dh.

2) É perigoso para mulher ir sozinha?

Viajar para Marrocos: Em nenhum momento me senti ameaçada por ser mulher, mas talvez um pouco intimidada. É claro que ao andar pelas medinas, principalmente em Marrakech e Fez,  você vai escutar alguns homens falando alguma coisa para você, é desconfortável, mas não vai além disso, ouvi muita gente me chamando de Hannah Montana ou Spice Girl. Nessas horas não se abale, a melhor saída é ignorar e continuar andando com cara de quem está confiante. Uma dica é andar com um anel que pareça ser uma aliança, porque eles costumam ser bem mais respeitosos com mulheres que são casadas.

3) Dá para sair à noite?

Em Marrakech sim, dá para sair à noite para jantar nos restaurantes com rooftop descoladinhos da medina como o Nomad e o Café de France. Vale também passear na famosa praça Jemâa el-Fna que fica bem mais agitada a partir do fim da tarde.

Já em Fez, como não fui acompanhada por nenhum guia, prefiri não passear pelas medinas depois do anoitecer. Nas etapas precendentes da minha viagem muitos marroquinos me alertaram sobre Fez. Me disseram que era uma cidade perigosa e, diferentemente de Marrakech, com muitos pickpockets e golpistas espalhados pela medina.

4) Preciso de um seguro viagem para visitar o Marrocos?

Não importa aonde você vá, sempre é bom ter um seguro viagem. Recomendo o World Nomads que é bem simples de adquirir no site e é bem em conta. Um viagem de duas semanas no Marrocos com os custos de hospital totalmente cobertos saiu €55,50.

VAI VIAJAR PARA MARROCOS? CONTINUE A LER ESTE POST PARA TIRAR TODAS AS SUAS DÚVIDAS

MOEDA E COMUNICAÇÃO

5) Qual é a moeda que os marroquinos usam?

No Marrocos usa-se o dirham marroquino, 1Dh equivale à aproximadamente R$0,33. Para facilitar a conta, pense em dólar: US$1 = +/- 10Dh. Alguns lugares aceitam pagamento em euro ou dólar como alguns restaurantes e hotéis. Mas leve sempre alguns dirhams no bolso, estações de trem, por exemplo, não aceitam moeda estrangeira nem cartão de crédito internacional.

6) Tem que dar gorjeta?

Viajar para Marrocos: Os hotéis já incluem a taxa de serviço de 10% a 15% nas suas diárias, ao contrário dos cafés. Já os restaurantes incluem uma taxa de 19% nas notinhas. Não esqueça de dar gorjetas de no mínimo uns 5dh para as camareiras e bagagistas.

7) Quanto custa viajar para o Marrocos?

Alta temporada (15 de fevereiro – 30 de maio / 25 de setembro – 15 de novembro): um hotel confortável e mediano em Marrakech como o Riad Adriana (RESERVA AQUI) tem diárias a partir de 1751dh. Já hotéis mais luxuosos como o La Sultana (RESERVE AQUI) tem diárias a partir de 4700dh.

Baixa temporada: (8 de janeiro – 8 de fevereiro / 1 de junho – 24 de setembro / 16 de novembro – 16 de dezembro): Conte com uns 1100dh para um bom riad com conforto e preço justo como o Be Marrakech (RESERVE AQUI), e reserve no mínimo uns 1700dh para um cinco-estrelas, como o resort Royal Palm (RESERVE AQUI), a 25 minutos do centro de Marrakech (com transfer gratuito).

Para comer em bons restaurantes no almoço e no jantar, reserve diariamente 1000dh para duas pessoas. Uma refeição para dois no popular Nomad, por exemplo, sai por volta de 465dh. Mas dá para comer muito bem com um budget menor, as refeições no Henna Café, por exemplo, saem 160dh para duas pessoas.

Já para se locomover de táxi tudo sai bem barato, uma corrida dentro da cidade de Marrakech, pode variar entre 15dh a 40dh.

8) Dá para se virar falando inglês?

Viajar para Marrocos: Sim, principalmente em Marrakech, porque os marroquinos da capital turística já estão acostumados com estrangeiros. É comum também poder se comunicar em espanhol por conta da proximidade do Marrocos com a Espanha – o que traz muitos viajantes espanhóis. O francês também é muito bem falado pelos marroquinos devido à colonização francesa que durou 44 anos, chegando ao fim em 1956.

9) Como ter Internet no celular?

As principais operadoras no Marrocos são a Inwi e a Maroc Telecom. Ao chegar no aeroporto na saída do desembarque você vai dar de cara com algumas meninas distribuindo chips da Inwi gratuitamente, você só precisa mostrar o seu passaporte para elas e de cara vai ter 200mb de Internet e 7 minutos de ligação nacional. Se preferir, você pode comprar o seu chip Maroc Telecom ou Inwi por uns 50dh em téléboutiques (mercadinhos ou lojas especializadas), onde você também pode carregar o seu chip. O pacote com 2 giga de Internet na Inwi custa 20dh e dura uma semana.

Dúvidas Marrocos

CULTURA E TRADIÇÕES

10) Os marroquinos são muçulmanos?

Viajar para Marrocos: Sim, os marroquinos são muçulmanos. A religião que eles seguem é o islão e a vertente no país é bem moderada e tranquila. Mesmo que muitas pessoas ali levem uma vida bem religiosa, os marroquinos não tem problema algum em interagir com os estrangeiros, mas lembre-se de sempre respeitar as crenças e tradições locais.

11) Como funciona o Ramadã e quando ele acontece?

O Ramadã, ou mês do jejum, é uma manifestação sagrada para os muçulmanos e é considerado como um dos cinco pilares da religião islâmica. No nono mês do calendário lunar muçulmano – geralmente entre os meses de março e junho, todo adulto da religião (com exceção de pessoas doentes e mulheres grávidas) deve ficar sem comer nem beber nenhum líquido do nascer do sol até o anoitecer. Também não se deve fumar nem ter relações sexuais durante o dia.

Apesar das restrições o período é considerado como um momento de festa, onde ironicamente se come bastante depois que o muezzin da cidade anuncia o fim do jejum a cada dia e as famílias se reúnem para comer sopa, carne e frutas secas.

12) Dá para usar roupas curtas?

Que dá, dá. Principalmente em cidades turistonas como Marrakech, onde o locais estão mais acostumados com estrangeiros, porém é sempre melhor ter o bom senso e respeitar a cultura. Se você quiser andar para lá e para cá sem chamar atenção, invista em saias mais compridas, calças com tecido leve e se estiver de regata leve sempre um lenço para cobrir os ombros.

CLIMA

12) Como é o clima no Marrocos?

Em maio, durante a primavera o tempo fica bem quente e seco, mas ainda é suportável andar pelas ruas. Coloque na mala vestidos leves, saias compridas, chinelo, rasteirinhas e calças de tecido leve. Só leve um cardigã mais quentinho por desencargo de consciência, provavelmente você não vai usar.

Durante o verão as temperaturas são altíssimas, ainda mais quando vem o vento do leste chamado chergui. Nessa época do ano só dá para circular pelas ruas durante a manhã e no final da tarde, ao menos que você esteja viajando pela costa ou no Alto Atlas.

No outono, durante os meses de setembro e outubro o clima fica mais ameno e agradável, ainda que tenha um pouco mais de chuva, o que pode ser bom dependendo da sua sensibilidade ao ar seco.  No inverno o contraste entre as temperaturas durante o dia e a noite são maiores, a noite é glacial e o dia é bem quente. Aproveite o inverno para conhecer o sul do Marrocos, já que a partir dessa época, no norte do país começa a temporada de chuvas que dura até o mês de abril.

13) O que não pode faltar na mala?

Na primavera e no verão marroquino não deixe de embarcar sem um chapéu, protetor solar, protetor labial, spray de água mineral (MUITO IMPORTANTE), óculos de sol e roupas de banho para se refrescar nas piscinas dos hotéis e riads. Nos outros meses (de outubro ao fim de abril) considere levar também alguns suéteres e casaquinhos para colocar à noite. E se você for passar alguns dias nas montanhas leve casacos quentes e mais pesados.

Uma boa também é levar remédios para diarreia e enjoo, já que os temperos da culinária marroquina são bem diferentes. Acho válido levar algumas garrafinhas de água mineral para sempre ter na bolsa, porque não é recomendado beber água da torneira no Marrocos (nem mesmo enxaguar a boca quando se escova os dentes) Pense em levar algumas barrinhas de cereal já que não é recomendado comer a comida de rua.

VAI VIAJAR PARA MARROCOS? CONTINUE A LER ESTE POST PARA TIRAR TODAS AS SUAS DÚVIDAS

Dúvidas Marrocos

PLANEJAMENTO DA VIAGEM E FORMALIDADES

14) Precisa de visto para entrar no Marrocos?

Não é necessário ter visto para entrar no Marrocos desde que a sua estadia seja inferior a três meses, mas é importante ter o passaporte em dia com seis meses de validade após a sua estadia no Marrocos.

15) Precisa de carteira de motorista internacional para dirigir no Marrocos?

Não, você só precisa estar com a sua carteira de motorista brasileira em dia. Se algum policial te parar entregue sua carteira de motorista, passaporte e documentação do carro.

16) Em uma semana dá para conhecer bem o Marrocos?

Viajar para Marrocos: Não recomendo você ficar só uma semana se quiser conhecer os lugares mais legais do Marrocos, porque eles são um pouco afastados um dos outros e algumas vezes você terá que pegar a estrada por sete horas para ir de uma destinação a outra. Mas se a sua viagem for só de uma semana eu recomendo o seguinte: dois dias em Marrakech, um dia dormindo no deserto perto de Marrakech no Scarabeo Camp, por exemplo, dois dias visitando o Alto Atlas (passando por Ouirgane e Imlil) e um dia em Ouarzazate para conhecer o Aït Ben Haddou.

17) Quanto tempo é necessário para conhecer todo o país? Onde ir?

Duas semanas é o ideal para quem quer dar um giro por todo o país passando por Marrakech, Alto Atlas, Ouarzazate, Merzouga – onde você dormirá no deserto do Saara, Fez e Chefchaouen.

18) Dá para dormir no deserto do Saara?

Viajar para Marrocos:  Dá, existem acampamentos de luxo no deserto, principalmente perto da cidade de Merzouga. Eu passei duas noites no Desert Luxury Camp (RESERVE AQUI), um glamping no meio do Saara que conta com cerca de oito barracas individuais, camas grandes bem confortáveis e banheiro completo (chuveiro e privada convencionais). Prefira ir em setembro e outubro, as temperaturas são mais amenas e as tempestades de areia não são tão frequentes como em maio. A diária é €200 por pessoa com café da manhã, almoço e jantar incluso.

Dúvidas Marrocos

LOCOMOÇÃO

19) É perigoso viajar de carro?

Viajar para Marrocos: Viajar de carro em Marrocos é bem tranquilo, as estradas são razoavelmente vazias e bem asfaltadas. A única vez que tive que pegar uma estrada de terra foi na saída de Merzouga, onde acampei no deserto do Saara, para ir até Fez. Foram cerca de dez minutos em uma estrada não-asfaltada onde a única indicação eram os traços de outros carros que já passaram por ali, mas nada me pareceu perigoso. Mesmo assim é recomendável alugar um carro 4×4 para não ter problema em circular em nenhum lugar. Peguei uma duster branca com a locadora de carros Sixt e foi o suficiente para viajar tranquila.

As estradas tem muitos policiais, prepare-se para ser parado algumas vezes. Quando isso acontecer mostre que estava no limite da velocidade e vai ficar tudo bem, se o policial provar o contrário não discuta: entregue seu passaporte, carteira de motorista e documento do carro e prepare-se para desembolsar de 150dh à 400dh ou torça para ele só dizer para você “tomar mais cuidado da próxima vez”.

Não tem muitos pontos de parada nas estradas. Só entre Marrakech e Ouarzazate, no Alto Atlas, que tem alguns cafézinhos fofos e tendinhas de artesanato que vendem cristais e peças de cerâmica bem coloridas. Mesmo assim, nesse e em outros trechos, deixe algumas comidinhas e água no carro.

20) Quais são os outros jeitos de se locomover entre cidades?

Ônibus: No Marrocos dá para viajar tranquilamente com os ônibus das companhias ONCF e CTM, as duas melhores e mais utilizadas do país. Os ônibus são razoavelmente confortáveis, tem ar-condicionado, mas são um pouco antiguinhos. Os preços são bem baratinhos, uma viagem de Marrakech para a cidade praiana Essaouira, à 2h30, fica 70dh. Você pode consultar os horários dos trens no site com mais ou menos um mês de antecedência, mas se você não tem um cartão de crédito marroquino, você só vai poder comprar as passagens na estação em dinheiro.

Trem: A ONCF também oferece alguns trechos de trem pelo país, alguns bem longos como o trajeto de 8 horas entre Fez e Marrakech no valor de 300dh na primeira classe, outros mais curtos graças às linhas de trem-bala que estão sendo construídas pelo país ligando Casablanca-Oujda em três horas e Tanger-Casablanca-Agadir em quatro, passando por Marrakech. Em tempo: prefira sempre viajar de primeira classe quando for pegar o trem, a diferença é de cerca de 20 dólares e você tem mais conforto, os vagões são mais vazios e tem ar-condicionado.

Grand taxi: Os grand taxis são como motoristas particulares que te levam de uma cidade à outra por um preço fechado, você geralmente os encontrará perto de estações de trem e de ônibus. O lado ruim: eles só saem do lugar quando o carro estiver lotado, muitos dos carros não tem cinto de segurança e os motoristas podem dirigir de um jeito não muito seguro. Se quiser pegar um grand taxi pergunte ao seu hotel qual é a faixa de preço que deve ser cobrada pelo trajeto desejado e se preferir mais conforto tente fechar um preço para ter o carro só para você.

Avião: Se você quiser ir de uma cidade à outra de avião você provavelmente vai voar de Royal Air Maroc que liga cidades como Casablanca, Essaouira, Fez, Marrakech, Rabat e Tangier. Outra opção mais em conta é a companhia aérea Air Arabia que trabalha com voos domésticos bem em conta. O trecho Fez-Marrakech pode sair por €25, só preste atenção nas datas porque não tem voo todos os dias.

21) Precisa de um guia para andar nas medinas?

Em Fez e em Marrakech eu acho uma boa escolha para quem não gosta de ficar se perdendo, mas dá para se virar com o Google Maps e o aplicativo de mapas offline maps.me.  Quem tiver interesse em contratar um guia pode pedir no hotel em que estiver hospedado ou contatar o escritório de turismo para contratar guias oficiais que cobram de 150dh a 250dh por dia.

BOM SABER ANTES DE VIAJAR PARA MARROCOS:

  • Cuidado com a comida de rua, elas ficam expostas em um calor de 40 graus com muitas moscas ao redor, não é difícil arranjar uma intoxicação alimentar;
  • Não beba água da torneira nem pegue o gelo de estabelecimentos que não forem túristicos. Em tempo: também não enxague a boca com a água da torneira na hora de escovar os dentes;
  • Negocie o preço da viagem com o taxista antes de entrar no carro;
  • Tome cuidado ao andar pelas medinas, tem muitas scooters que podem te atropelar.

VAI VIAJAR PARA MARROCOS E TEM MAIS PERGUNTAS? CONTA PARA GENTE NOS COMENTÁRIOS 😉

*O Gigi em Paris foi ao Marrocos em parceria com a Sixt e os hotéis Desert Luxury Camp, Be Marrakech, La Sultana e Royal Palm. Este post conta somente com as opiniões pessoais da autora.

Author Giovanna

Blogueira no portal do Estadão e jornalista formada pela Sorbonne, Giovanna se mudou de vez para Paris em 2014, desde então ela percorre a Cidade Luz dia e noite com a sua Nikon pendurada no pescoço e um bloquinho de notas na bolsa.

More posts by Giovanna

Join the discussion 4 Comments

Leave a Reply