Onde ir na França: quais destinos mais combinam com seu signo?

Onde ir na França: quais destinos mais combinam com seu signo?
[vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”2/3″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Fim de ano é época de resoluções, é quando pegamos um caderninho e fazemos mil listinhas com tudo o que queremos fazer, as coisinhas que queremos comprar, as metas a conquistar e os lugares que queremos conhecer no ano seguinte. E se conhecer a França é um ítem dessa sua última lista, esse post vai te ajudar. Separei alguns destinos franceses que combinam perfeitamente com sua personalidade, gostos e preferências – usando o zodíaco como base, é claro.[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][fancy-ul icon_type=”font_icon” icon=”icon-plus-sign” color=”Accent-Color”] LEIA TAMBÉM:

[/fancy-ul][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/3″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_raw_html]JTNDc2NyaXB0JTIwYXN5bmMlMjBzcmMlM0QlMjIlMkYlMkZwYWdlYWQyLmdvb2dsZXN5bmRpY2F0aW9uLmNvbSUyRnBhZ2VhZCUyRmpzJTJGYWRzYnlnb29nbGUuanMlMjIlM0UlM0MlMkZzY3JpcHQlM0UlMEElM0MlMjEtLSUyMEFudW5jaW8lMjBkbyUyMHBvc3QlMjAtLSUzRSUwQSUzQ2lucyUyMGNsYXNzJTNEJTIyYWRzYnlnb29nbGUlMjIlMEElMjAlMjAlMjAlMjAlMjBzdHlsZSUzRCUyMmRpc3BsYXklM0FpbmxpbmUtYmxvY2slM0J3aWR0aCUzQTMzNnB4JTNCaGVpZ2h0JTNBMjgwcHglMjIlMEElMjAlMjAlMjAlMjAlMjBkYXRhLWFkLWNsaWVudCUzRCUyMmNhLXB1Yi04MjA2ODAxMDk0MjI5NzQ0JTIyJTBBJTIwJTIwJTIwJTIwJTIwZGF0YS1hZC1zbG90JTNEJTIyMzA0Mjk3NTcxMSUyMiUzRSUzQyUyRmlucyUzRSUwQSUzQ3NjcmlwdCUzRSUwQSUyOGFkc2J5Z29vZ2xlJTIwJTNEJTIwd2luZG93LmFkc2J5Z29vZ2xlJTIwJTdDJTdDJTIwJTVCJTVEJTI5LnB1c2glMjglN0IlN0QlMjklM0IlMEElM0MlMkZzY3JpcHQlM0U=[/vc_raw_html][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][divider line_type=”No Line”][vc_column_text]

ONDE IR NA FRANÇA: QUAL DESTINO COMBINA COM O SEU SIGNO?

[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][vc_column_text]

Áries

O gosto pela aventura é uma característica marcante do signo de Áries. Lugares exóticos com muita natureza e de quebra a oportunidade de fazer um esporte radical podem agradar o ariano.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Onde ir na França: Chamonix[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]MOUNTAIN-BIKE EM MORZINE:  cidade-etapa do 103° Tour de France, Morzine é conhecida como o paraíso do ciclista. Coladinha à Suíça, ela é totalmente equipada para receber os amantes de bike com 15 trilhas cheias de lagos, vales, rios e uma vegetação bem verdinha. Se for a sua primeira vez, vale contratar um instrutor para mostrar o caminho e te ajudar ao longo dos circuitos.

VULCÕES DE AUGVERNE : o Parc Naturel Régional des Volcans d’Auvergne é o maior parque regional da Europa e abriga quatro gigantescos vulcões – os mais jovens da região que, mesmo assim, já tem 8 mil anos formam a Chaîne des Puys. O mais impressionante deles é o vulcão Puy de Dôme que tem uma vista de todo o parque, Clermont-Ferrand e do topo de Mont Blanc nos dias mais claros.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]SPEED-RIDING EM CHAMONIX:  a pequena cidade de Chamonix com seus chalézinhos cozy e sua culinária pesada com direito a muito fondue e raclette deixa a gente quentinho e descansado depois de um dia inteiro esquiando nos Alpes Franceses. Além dos clássicos esqui + snowboard tem também escalada nas geleiras, passeios de parapente e o ousado speed-riding que é uma mistura entre esqui e kitesurfe. Para isso nada melhor do que o tempo ventoso e as paisagens invernais maravilhosas do Aiguille du Midi – a montanha mais alta do complexo com 3842 metros de altura 😮 Lá em cima, entre a França, Itália e Suíça você pode curtir uma vista panorâmica do Mont Blanc.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

Touro

O negócio do taurino é conforto. Para ele nada melhor do que uma acomodação tranquila em um lugar com clima agradável com direito a muitas mordomias.

COURCHEVEL: o resort de inverno mais popular da França conta com 19 hotéis de luxo, spas e sete restaurantes estrelados pelo Guia Michelin. Quando quiser deixar os esquis de lado e relaxar, você pode observar a paisagem enquanto toma um vin jaune – vinho amarelo típico da região.  Dá também para fazer um passeio de balão. A SkiVol leva os turistas para sobreovar os Alpes Franceses em grupos de até seis pessoas (€280).

PROVENCE: comer bem, dormir tranquilo, passear nos campos de lavandas, comprar queijos, temperos típicos e frutas frescas no mercadinho da cidade, experimentar vinhos de primeira: isso é o que acontece nas cidades medievais entre a Côte d’Azur e os Alpes.  Vale passar pelos campos de girassol e ruínas romanas do século I em Arles, entrar no Palais des Papes em Avignon – antiga sede da Igreja Católica e conhecer as cidades medievais Luberon, como Bonnieux, Ménerbes, Gordes e Lourmarin. Como hospedagem recomendo a cidade do pintor Cézanne, Aix-en-Provence. Quem ama mordomia vai amar ficar uns dias no Château de la Plioline (RESERVE AQUI), um castelo do século XVI com piscina, restaurante gastronômico e um parque de 4 hectares aberto para os hóspedes.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Onde ir na França: Provence

VINOTERAPIA EM BORDEAUX: o Les Sources de Caudalie (RESERVE AQUI) foi o primeiro hotel e spa a realizar a técnica da vinoterapia – um tratamento à base de vinho. A estadia nesse hotel que fica nos arredores de Saint-Émilion (mínima de duas noites) custa €432. Bordeaux é conhecida como a principal região produtora de vinhos da França. Nas estradas bucólicas você encontra vinícolas como a Château Margaux, onde produz-se um dos vinhos mais caros e conceituados do mundo. Não deixe de fazer algumas degustações no Le Bar à Vin e experimentar ostras fresquinhas do Marché des Capucins nas manhãs de sábado. Quem ama macaron, vai esquecer os da Ladurée quando experimentar os que são vendidos nas vilinhas de Saint-Émilion.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Onde ir na França: Toulouse[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

Gêmeos

O germiniano é extremamente curioso, gosta de se comunicar e faz amizades facilmente durante a viagem. Estão sempre em busca de algo especial e querem distância das rotinas.

CHAMPAGNE:  na paisagem você vê de longe longos vinhedos e estradinhas pitorescas. É aqui que os viajantes veem para aprender um pouco mais sobre a produção de espumantes. Alguns são feitos com uvas brancas (chardonnay), outros com vermelhas (pinot noir) ou pretas (pinot meunier). São 320 vilarejos que abrigam pequenos e grandes vinicultores. Os principais da região concentram-se entre Reims, cidade dos cafés populares e restaurantes com estrelas Michelin, e Épernay – cidade do Moët & Chandon. Em setembro acontecem inúmeras festas nas vinículas para celebrar o período de colheita.

PARIS: não tem melhor lugar para fazer amizades do que em Paris. Nos bares, como o bar-galeria hype Point Ephemère,  jovens do mundo inteiro se reúnem para falar sobre arte, assistir um show, dançar e tomar uma cervejinha sábado à tarde. Intercale a sua visita entre museus, lojas, cafés hipsters, piqueniques, fins de tarde na beira do canal Saint-Martin e passeios ao longo do Sena.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]TOULOUSE: capital do rúgbi e terceiro maior polo universitário do país, trata-se de uma das cidades mais animadas da França com seus diversos festivais de música e exposições de arte.  As construções de tijolo no centro histórico justificam o apelido carinhoso de “cidade rosa”, percorra a área pé e use e abuse do transporte público. O metrô em si já é uma obra-de-arte, o próprio governo organiza visitas guiadas por uma galeria de arte subterrânea com paradas em oito estações de metrô. Vale também um passeio no Canal du Midi de barco, bicicleta ou a pé, uma passadinha na Cité de l’Espace que conta com réplicas de estações espaciais em tamanho real e uma parada no Les Abbatoirs – museu de arte contemporânea com livraria, café e restaurante. Os suvenires podem ser comprados na Violettes et Pastels que vende licores, perfumes, chás, doces e balas à base de violeta – flor símbolo da cidade. Veja também o Musée Toulouse-Lautrec e a Cathedrále Sainte-Cécile que guarda um lindo caleidoscópio em seu interior.[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][vc_column_text]

ONDE IR NA FRANÇA: QUAL DESTINO COMBINA COM SEU SIGNO?

[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][vc_column_text]

Câncer

Mais conservador e romântico, o canceriano é muito apegado ao cultivo do patrimônio cultural.  Ele também gosta muito de estar próximo à água, relaxando e ficando mais  ~de boas~.  Ele não curte muito sair, então o ideal para o viajante de câncer é alugar um apartamento Airbnb e se sentir em casa.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]L’ILE DE RÉ, CHARENTE MARITIME:  a charmosa ilha que fica no Atlântico é ligada a La Rochelle por uma ponte.  O porto pitoresco e as casinhas de cores pastéis com janelas coloridas à beira-mar fazem Saint-Martin-de-Ré a cidade mais bonita da presqu’île. Classificada como patrimônio mundial da UNESCO, a cidade em formato de estrela – marca do arquiteto francês Vauban, mantém a arquitetura típica do século XVII. As praias são longas  e cheias de pedrinhas, o café da manhã é uma delícia em um dos cafés do porto La Flotte-en-Ré, as lojinhas de souvenirs inspiram-se em temas marítimos e os restaurantes de frutos do mar servem produtos bem fresquinhos.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]CANAL DU MIDI:  navegar no canal mais lindo da França é uma ótima opção para quem quer viajar, mas ainda se sentir em casa. Empresas como Locaboat e Caminav alugam péniches que acolhem de 2 a 15 pessoas sem necessidade de uma carteira de habilitação. A viagem é lenta, a velocidade máxima permitida no canal é de 8km/h. Povoados medievais, pontes arqueadas e plátanos enfeitam as margens. O ambiente é super pitoresco, principalmente entre Le Somail e Castelnaudary. Vale alugar uma bicicleta para conhecer as cidadezinhas depois de atracar. A parada principal da viagem é Carcassone – cidade fortificada que conta com 52 torres e o Château Comtal.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Onde ir na França: LoireVALE DE LA LOIRE: ao longo do rio La Loire você encontra 19 castelos renascentistas. Os mais famosos entre eles são o gigantesco Chambord (com 440 quartos!), o medieval-renascentista Sully-sur-Loire e o mais visitado: Château de Chenonceau. Vale fazer uma road trip acampando nos campings ao longo do caminho, ir se hospedando em hoteis de cidade em cidade ou alugar um apartamento na cidade medieval Chinon – ponto central entre os castelos, com jardins românticos, vinícolas e La Forteresse de Chinon, antiga residência do rei France Charles VII.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

Leão

O leonino adora tirar férias, ama a vida e só quer se divertir, mas sem gastar muito. Sua vaidade, apego com os animais e o fascínio por paisagens combinam muito com destinos com muita natureza.Onde ir na França: Alsácia[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]TOUR PELA ALSÁCIA: a atmosfera germânica da Alsácia faz tudo ser um pouquinho mais cozy. Na Route des Vins – estrada que passa por vinhedos abertos para visita (e degustação!): vilarejos medievais com casinhas em estilo colombage e as altas e verdíssimas montanhas, ali você entra em contato 100% com a natureza. À noite o céu está lotado de estrelas. Nas trilhas (totalmente seguras) de cidadezinhas como Ranspach, você encontra cervos, veados, vacas e pode até ouvir um lobo uivar (bem de longe, eu espero!). No Parc Arbre Aventure você passeia ao redor do lago Kruth Wildenstein na floresta de Schlossberg. A vegetação reflete na água ao longo dos 2,1km de extensão do lago. Além da caminhada, você pode fazer tiroleza e arvorismo.

Colmar e Eguisheim são as cidadezinhas mais bonitas. Em relação a hospedagem, vale passar uma noite no Ecomusée d’Alsace nas casinhas com arquitetura típica da região.[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][fancy-ul icon_type=”font_icon” icon=”icon-plus-sign” color=”Accent-Color”] LEIA TAMBÉM:

[/fancy-ul][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]NORD MIDI-PYRENÉES: na fronteira de 430km com a Espanha ficam os Pireneus. A cadeia de picos tem uma rica vida selvagem, incluindo espécies já ameaçadas de extinção, como o urso pardo. As montanhas chegam a 3 mil metros de altura, a vegetação é bem verdinha no verão e super branquinha no inverno – o que atrai muitos esquiadores. A vista mais linda é a de cima do Pic du Midi de Bigorre, a 2877 metros, acessível pelo teleférico da estação de esqui La Mongie. Além das caminhadas, escaladas e pedaladas que você pode fazer nas montanhas, a região tem aldeias, castelos e cavernas antigas abertas para visita. A Côte Basque é a região onde ficam as cidades de Bayonne e Biarritz – super badaladas e frequentadas pelos surfistas, ótimo para quem quer curtir a noite depois de caminhar o dia todo na floresta.

PARC NATUREL RÉGIONAL DE CAMARGUE: a reserva de 13 mil hectares próxima ao mar Mediterrâneo tem uma vegetação bem interessante. Por estar do ladinho do mar, o sal marinho fica impregnado no solo, perfeito para as lindas saladelles – espécie de lavanda do mar, e para as salicornias que mudam de cor ao longo do ano de acordo com a estação. A região é conhecida pela criação de cavalos e touros, você pode intercalar suas visitas entre longas caminhadas e cavalgadas.  Lá você também encontra flamingos, castores e 237 espécies de pássaros. No Parc ornithologique de Pont de Gau você fica bem pertinho desses animais ao longo dos 7km de trilhas entre pântanos, lagoas, canaviais e gramados.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

Virgem

Os destinos mais urbanos fazem o coração do virginiano bater mais forte – ainda mais se for um lugar hype cheio de livrarias, museus e restaurantes com comidinhas saudáveis. É importante também não estar muito longe da natureza. É com esse viajante que você vai ter um roteiro meticulosamente planejado sem espaço para erros e gastos exagerados.

LYON: dona do verdadeiro título de Cidade-Luz da França, Lyon é a terceira maior cidade do país. Ali nasceram os irmãos Lumière, aqueles que inventaram o cinema. Dá para imaginar o quanto de história essa cidade guarda. Lyon é super movimentada, principalmente no mês de dezembro quando acontece a Fête des Lumières – um festival de luzes que ilumina toda a cidade com luzes coloridas. A variedade em Lyon é grande, você pode passear por ruelas medievais e logo em seguida visitar um bairro futurista, o Confluence. Cafézinhos hypes também estão no roteiro, como o inacabado Slake que ganha seu charme com suas paredes inacabadas. Por ser uma presqu’île, o acesso é rápido às margens agitadas do rio Rhône e às passarelas vermelhas super charmosas do Saône.

PARIS: a capital é o paraíso para quem ama arte, história e uma boa comida. Um giro pelo Orsay, um cafézinho no requintado Café de Flore, umas comprinhas na livraria Shakespare & Company: esse programa deixará o virginiano feliz da vida. Dá para dar uma escapada para a natureza pegando apenas o metrô e indo direto ao Bois de Vincennes ou Bois de Boulogne – bosques que contornam o lado leste e oeste de Paris.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Onde ir na França: Paris[/vc_column_text][fancy-ul icon_type=”font_icon” icon=”icon-plus-sign” color=”Accent-Color”] LEIA TAMBÉM:

[/fancy-ul][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]NICE: quinta maior cidade da França, Nice é a capital da Côte d’Azur com seus lindos museus como o Musée Matisse e o Musée Chagall, praias de água azulzinha e uma vibe ~férias~ rolando nas ruas. Descubra os  cafés, galerias, butiques e grandes hotéis que pipocam ao longo dos 8km da Promenade des Anglais. Não deixe de ir no mercado diário de flores no cours Saleya e aprecie a vista da cidade nas colinas do bairro Cimiez. No Jardin Exotique no alto da aldeia Èze você também tem uma vista maravilhosa do mar azul e dos telhadinhos vermelhos.[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][vc_column_text]

ONDE IR NA FRANÇA: QUAL DESTINO COMBINA COM SEU SIGNO?

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

Libra

O libriano adora estar ao ar livre em contato com outras pessoas e de preferência em lugares mais sofisticados que tenham além de lojas – o libriano adora comprar roupas, tenha muita arte, música e paisagens exuberantes.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Onde ir na França: Saint-TropezSAINT-TROPEZ:  mais que badalada, Saint-Tropez é um dos destinos mais caros e procurados do verão europeu. Lá a balada não tem dia, nem horário para começar e acabar. Na praia de águas transparentes Pampelone concentram-se os clubes mais exclusivos da cidade como o Le Club 55, nesse trecho você pode facilmente topar com estrelas hollywoodianas que vem passar as férias no balneário. À noite vá ao Le Vip Room (Residence du nouveau port)clube frequentado por Rihanna, ou dance muito no Les Caves du Roy. Além das baladas, o centro histórico é uma atração de Saint-Tropez. Caminhe nas ruelas pontilhadas com casinhas coloridas, lojinhas locais, de grife e outras que vendem produtos locais.  Estique até Cannes para conferir os festivais e seu requintado centro antigo.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]MONTE CARLO:  local da maior concentração de milionários e bilionários do planeta, esse destino é, sem dúvidas, muito luxuoso. Das atrações mais visitadas, a número é 1 é o Cassino de Monte Carlo – projetado pelo mesmo arquiteto do Opéra Paris, Charles Garnier. Foi ali que foram gravadas cenas de 007 Nunca Mais Outra Vez (1983) e Golden-Eye (1955) com Pierce Brosnan.

É nas ruas do principado que acontece o Grande Prêmio de Mônaco, vale dar uma volta por ali. Na hora da fome, você pode experimentar o robalo fresco no restaurante mais tradicional da cidade, o Café de Paris (Place du Casino), aberto no século XIX. O restaurante Le Louis XV, criado por Alain Ducasse – mesmo chefe que comanda o restaurante na Torre Eiffel, está entre os melhores do mundo, então não deixe de fazer a sua reserva por lá.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]COURCHEVEL: a estação de esqui mais chique da França, é também a maior área esquiável do mundo. Perto da fronteira da Suíça, a 1850 metros de altitude, você topa com chalézinhos de madeira, spas de grife, hotéis-butique, lojas da Prada, Louis Vuitton, Dior e paisagens exuberantes e branquinhas dos Alpes Franceses. O resort de esqui dispõe de 600km de pistas, 19 hotéis de luxo, sete restaurantes com estrelas Michelin e bares badalados como o La Cave que vende doses de uísque a €44.[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][fancy-ul icon_type=”font_icon” icon=”icon-plus-sign” color=”Accent-Color”] LEIA TAMBÉM:

[/fancy-ul][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

Escorpião

Mistérios entretem muito os escorpianos. Destinos com muita história onde é possível emerger-se na cultura local (e ir para um barzinho à noite) fazem dele um viajante mais feliz.

LES GROTTES DE LASCAUX, PÉRIGORD: no Vale do Vézère você encontra registros de populações pré-históricas que ocupavam o local a mais de 17 mil anos.  A gruta onde se encontram os registros data do período paleolítico e foi descoberta nos anos 1940 por quatro adolescentes. Nas paredes: desenhos de cavalos, veados, bisontes e alguns felinos. Depois que a respiração dos visitantes (1500 por dia) começou a degradar as pinturas, o patrimônio mundial da humanidade, segundo a UNESCO, deixou de abrir a caverna original para os turistas que, agora, visitam uma exata réplica da caverna. Mesmo assim a visita vale super a pena e é provavelmente o mais perto que você vai chegar de um registro tão antigo.

À noite você pode fazer visitas guiadas noturnas pelos vilarejos da região à luz de lanternas, passando por ruas medievais, muralhas, mosteiros e outros locais pré-históricos como a Font de Gaume, que conta com 200 gravuras e pinturas paleolíticas abertas ao público.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Onde ir na França: Mont Saint-MichelMONT-SAINT-MICHEL:  a presqu’île forma uma das paisagens mais conhecidas da França. No topo do monte você encontra a abadia do Mont-Saint-Michel que começou a ser construída no século X e foi finalizada em 1523. A cidade medieval ao redor conta apenas com 42 habitantes que acolhem mais de 2,5 milhões de visitantes anualmente.  Quando a maré está baixa, você pode acessar a ilha – que fica a 3 km do estacionamento, a pé ou de navette. Quando a maré sobe o caminho é coberto pela água do mar, isolando a ilha.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]TOUR PELA BRETANHA: uma road trip partindo de Rennes, passando por cidades medievais como Malestroit, Saint-Malo, Concarneau e Quimper é uma boa. Não deixe de fazer toda a costa, passando pela côte de Granit Rose, com praias de granito rosa e um mar mais que azul, pegue uma balsa em Lorient e passe o dia na pitoresca Île de Groix. Priorize os departamentos Finistère e Côtes d’Armor, os mais bonitos da região. Nos ares bretões impossível não sentir toda uma vibe céltica. Se jogue nos restaurantes de frutos do mar e experimente as especialidades locais: ostras e cidre, um espumante a base de maçã.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Onde ir na França: Étretat[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

Sagitário

Aquele que viaja mais intensamente com certeza é o sagitariano. Eles sempre querem ir mais além em busca do desconhecido com direito a muitas aventuras. São viajantes de mente muito aberta e não gostam de ficar em um lugar só.

ÉTRETAT:  as falésias brancas são as mais bonitas de toda a França. Lugar de inspiração para quadros do Monet e contos de Maupassant, Étretat atrai muitos turistas para a costa normandia. O penhasco Aval – em forma de arco, é sem dúvidas, o mais famoso no Canal da Mancha. O Manneporte, também em forma de arco, chama muita a atenção dos visitantes que veem a forma como uma porta de entrada para o oceano. Prepare-se para subir muitas escadas para ver as falésias de cima e descobrir a história de aviadores que tentaram cruzar o oceano decolando bem ali em 1927 com o avião, desaparecido no mar, L’Oiseau Blanc. Além das falésias, a vida na cidade é agitada com barzinhos, restaurantes, feiras e casarões de pedra.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]VALE DO RHÔNE: a região vinicultora é a mais antiga da França.  Ainda quando o território era dominado pelos gregos, os banquetes do Império eram regados a vinhos da produção local. Explore as vinícolas e deguste algumas garrafas nos vilarejos do vale. Estique o passeio até Beaujolais e conheça as vinícolas Fond-Vieille, Thierry Berchoux e Les Averlys. Visite os museus de Lyon e experimente o chorizo com maçã nos bouchons – bistrôs que servem pratos típicos.[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][vc_column_text]VIAGEM DE TREM PARIS – VANNES: a viagem começa na capital francesa, na Gare de l’Est – uma estação de arquitetura clássica inaugurada em 1959. De lá você pega o TGV para a Alsácia e desce em Estrasburgo, a cidade tem um ar alemão e oferece uma vida cultural muito ativa com diversos festivais de música e cinema. Depois de passar umas noites em algum hotelzinho no centro histórico, siga a viagem para Lyon, visite o Musée Lumière – dos dois irmãos que inventaram o cinema, se delicie com a gastronomia local, passeie pelo Vieux Lyon e dê uma volta no Parc de la Tête d’Or. Em seguida embarque para Marselha, conheça o Vieux Port e seus cafézinhos e restaurantes com vista para o Golfo de Lyon. Volte para Paris, e lá da estação Montparnasse pegue um trem para a Gare Saint Jean, Bordeaux. É nessa região que você vai experimentar os vinhos mais gostosos da França, como os do Château Mouton-Rothschild. Se tiver mais um tempinho, volte para Paris e passe para a última etapa da viagem: Vannes, no noroeste da França. A cidade fortificada preserva o seu charme medieval. Passeie pelas muralhas do século XIII, na promenade de la Garenne, admire as mansões ao lado das casinhas de madeira na place des Lices e visite o bairro pitoresco Saint-Patern.[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][vc_column_text]

ONDE IR NA FRANÇA: QUAL DESTINO COMBINA COM SEU SIGNO?

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

Capricórnio

Viajante calmo, o capricorniano gosta mesmo de relaxar, apreciar a paisagem e não se estressar com os preparativos da viagem.

LES GORGES DU VERDON – ALPES DE HAUTE PROVENCE:  entre as gigantescas falésias brancas de calcário, atravessa esse rio de água azul-turquesa, o rio Verdon. O melhor ponto de observação é o Styx de Verdon, um pequeno cânion de pedras brancas e redondas entre as quais corre uma estreita parte do rio. Mais acima, no Valensole, você dá de cara com imensos campos de lavanda bem roxinhos e com um cheiro doce. Tudo isso fica no Parc Naturel des Gorges du Verdon, um dos parques regionais mais bonitos da França.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Onde ir na França: Gorges du Verdon[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]LES VOSGES: uma estadia entre cházinhos quentes na frente da lareira e trilhas na floresta é uma boa pedida para quem quer relaxar. Les Vosges tem as paisagens mais exuberantes da França. Faça as trilhas do Parc Naturel Régional des Ballons de Vosges no meio dos vales, passando por pântanos e lagos. Suba a 1424 metros de altura e tenha uma vista panorâmica dos Vosges. No centro de informações do parque, a Maison du Parc, você também encontra exposições, uma delas sobre o cremoso queijo regional Munster.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]PARIS: optar por um destino prático é a saída para o capricorniano que não é lá muito fã de preparativos e stress pró-viagem.  Voe direto para Paris, pegue um RER ou táxi direto para o centro e aproveite a sua estadia. As paisagens são urbanas, mas ainda assim de tirar o fôlego. Para contemplar a Cidade Luz, veja os melhores pontos para ver Paris de cima.[/vc_column_text][divider line_type=”No Line”][fancy-ul icon_type=”font_icon” icon=”icon-plus-sign” color=”Accent-Color”] LEIA TAMBÉM:

[/fancy-ul][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]

Aquário

O aquariano gosta mesmo é de se mexer. Melhor mesmo é um destino que envolva muitas locomoções e pouco tempo ocioso. Gostam de conhecer culturas diferentes, ver cenários exóticos (mas sem ficar longe da conexão wi-fi por muito tempo!).

CÔTE D’AZUR: estabeleça uma base, eu aconselho Nice, e fique por lá alguns dias para caminhar pela Promenade des Anglais, visitar as butiques e cafés que pontilham a avenida e fazer bate-e-volta para as cidadezinhas mediterrâneas próximas como Éze Village, Cagnes, Saint Paul de Vence, Villefranche e Cap Ferrat – todas de 30 minutos a 1h de Nice. Estique de Cap Ferrat até Mônaco e não deixe de passar pelo Cassino de Monte Carlo e experimentar o glace de frutas vermelhas com chocolate belga no famoso Café de Paris. Reserve um dia para conhecer Cannes e seu centrinho histórico.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Onde ir na França: Annecy[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]ANNECY – GENEVA: pegue um trem de Paris ou Lyon até a charmosa cidade medieval que fica ao norte dos Alpes Franceses e é conhecida por seu lindo canal. Prefira ir até lá durante a primavera europeia, quando as flores deixam a cidade ainda mais pitoresca e com cara de cartão-postal. Tome sol no Lac Annecy, alugue uma bicicleta para passear pelo centro e seus arredores e explore o Château d’Annecy (1 Place du Château)– um castelo do século XIV. Passe de dois a três dias na cidade e então siga viagem para Geneva, Suíça que fica a uma hora de ônibus dali.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]VIAGEM DE TREM PARIS – BARCELONA: depois de uma estadia de 4 dias em Paris, a viagem recomeça às 22h16 na Gare d’Austertlitz no trem-hotel Joan Miró (passagens de €105 a €313). Você tranca a sua cabine com um cartão magnético e faz a viagem de 11 horas em total segurança e conforto. Algumas horas depois da partida, um funcionário vem à sua cabine e arruma a sua pequena, porém macia, cama embutida na parede. Quem não estiver com sono pode ir ao carro-bar que tem um longo balcão com diversos drinks e aperitivos. Às 06h é servido o café da manhã com direito a uma vista para a Catalunha através da janela. Enfim às 09h43 você desembarcará na Estació de França e então é só pegar o metrô ou um táxi rumo ao seu hotel, eu recomendo o Hotel Actual (diárias a partir de €140) RESERVE AQUI e o Banys Orientals (diárias a partir de €95) RESERVE AQUI. Deixe as malas no quarto e visite a Sagrada Família, o Museu Picasso e passeie pelo calçadão Les Ramblas que tem lindas barraquinhas de flores no trecho Rambla de les Flors.

Peixes

A viagem para o pisciano é feita para pensar sobre a vida, refletir sobre sua atitudes, se desconectar e, se possível, curtir muito perto da água.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]CÓRSEGA:  a ilha francesa que fica no mar Mediterrâneo é onde nasceu o ex-imperador Napoleão.  O mar parece uma piscina de tão transparente que é a água. A Ilha da Beleza tem só 180km de extensão e 80km de largura com as praias de areia clarinha perto de Porto-Veccio e charmosos vilarejos de pescadores como Cap Corse, o que lhe dá um ar pitoresco e a torna perfeita para um retiro espiritual, principalmente se o pisciano se hospedar em hotéis como Casadelmar (diárias a partir de €450) RESERVE AQUI com vista linda para o mar, praia particular e um spa com tratamentos e terapias naturais à base de óleos essenciais, extratos marinhos e plantas.[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/2″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]LE MARAIS POITEVIN: o pântano que cobre uma parte das regiões Pays de la Loire e Poitou-Charentes ocupa mais de 29 mil hectares. Nessa espécie de Veneza verde você encontra uma dezena de canais de cor esverdeada que formam o Marais Poitevin – onde você pode navegar e admirar a fauna e a flora local. Ao longo do canal você vê lindas casinhas de janelas coloridas cobertas por videiras que as camuflam na paisagem. Para passar pelos becos misteriosos do canal, o barqueiro pega impulso afundando uma vara comprida até o fundo do pantâno – assim como os gondoleiros em Veneza.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row type=”in_container” full_screen_row_position=”middle” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left” overlay_strength=”0.3″][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/1″ tablet_text_alignment=”default” phone_text_alignment=”default”][vc_column_text]Onde ir na França: Bordeaux
LES SOURCES DE CAUDALIE: para esquecer dos problemas vale uma estadia nesse hotel-spa que fica em um vinhedo no coração do Château Smith Haut Laffite, em Bordeaux.  Você pode optar pelo pacote de 3 noites Escapade Vivifiante (a partir de €1561/pessoa) com alimentação adaptada às suas preferências e necessidades, incluindo uma refeição no La Grand’ Vignerestaurante com duas estrelas Michelin,  dois dias de tratamento no spa com banhos de vinho tinto e duas sessões fitness com personal. Confira os pacotes completos aqui. O hotel também oferece tratamentos de um dia para os hóspedes do hotel que querem relaxar por algumas horas (€240).[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Seguir:
Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *