Mochilão ou viagem de luxo, é sempre difícil saber por onde começar a organizar a sua Eurotrip.

Para te ajudar a organizar a sua viagem pela Europa, nós montamos um passo-a-passo para você não esquecer de nenhum detalhe e organizar a sua viagem de maneira mais prática. Claro que vale inverter alguns passos e fazer algumas pesquisas antes, mas essa é a base para qualquer um planejar a sua próxima viagem. De quebra, nós demos algumas dicas para você economizar nas passagens e na hospedagem graças ao programa de milhas Smiles.

Veja aqui o passo-a-passo para organizar a sua viagem pela Europa:

1. Definir o estilo da sua viagem

Antes de tudo é importante decidir o estilo da sua viagem. Algo mais mochilão ou uma pegada mais confortável? Paisagens naturais ou destinos mais urbanos? Talvez um mix dos dois? Atrações mais turísticas ou destinos mais secretos? Você quer fazer uma temporada de ski? Ir em um festival específico? Definir o estilo da sua viagem é o primeiro passo na hora de planejar a sua Eurotrip.

2. Viajar sozinho ou acompanhado?

Os seus companheiros de viagem tem uma grande influência no seu roteiro. Viajar com os amigos, com o casal, com a família ou sozinho são programas bem diferentes. Numa viagem em casal, por exemplo, é provável que você vá muito mais em restaurantes do que se tivesse viajando sozinho. Sem contar que, se for acompanhado, tudo precisará ser organizado em conjunto, levando em conta os gostos e vontades de cada um.

3. Definir o seu orçamento

Dependendo das suas prioridades, preferências, tempo e estilo da viagem os gastos são diferentes. Por exemplo, se estiver planejando uma viagem de 2 meses em alta temporada para diferentes países da Europa com um budget de 2 mil euros, é melhor esperar um pouco e economizar mais para fazer a viagem do jeitinho que você quer.

Na hora de fazer o orçamento, leve em conta cada detalhe: comida, transporte, voos, hotéis, aluguel de carro, comprinhas e urgências. Coloque todos os gastos em um papel.

4. Escolher a data

Se possível, evite a alta temporada europeia (meses de julho e agosto), é uma época muito quente – principalmente em Paris. Nessa época tudo dobra de preço. Se a viagem for em grupo, faça um doodle para cada um votar qual é a melhor época para ir. Isso vai evitar a troca de mil e uma mensagens e vai ajudá-los a entrar em um acordo de maneira mais organizada.

Se puder escolher qualquer data, escolha uma em função dos preços das passagens e da hospedagem. Lembrando que em alta temporada ou finais de semana, tudo fica um pouco mais caro.

5. Determinar a duração da viagem

Com o orçamento e a época da viagem definida, está na hora de decidir: quanto tempo ficar? Tudo isso depende de tudo o que você acabou de definir nas etapas anteriores.

Para quem quer fazer uma viagem de uma semana, é melhor optar por poucas destinações para evitar passar a maior parte do seu tempo entre um aeroporto e outro. Se a viagem for mais longa, vale tudo!

6. Montar um roteiro

Montar um roteiro de viagem pode ser bem complicado, ainda mais com tantos destinos incríveis que estão à sua espera. Por isso, tenha em mente uma coisa: você prefere conhecer muitos países de uma vez ou mergulhar intensamente em uma ou duas culturas diferentes, explorando cada cantinho de um país específico?

Depois de definir quantas cidades você poderá visitar de acordo com a duração, orçamento e estilo da sua viagem, você poderá montar um roteiro bacana.

7. Comprar passagens

Hora de oficializar a viagem e comprar as passagens! E nessa hora nada melhor que economizar, e MUITO! Com o programa de milhas #Smiles fica muito mais fácil de rodar o mundo sem pagar muito, ou mesmo nada.

Depois de criar sua conta e acumular milhas com suas compras diárias e outras viagens, é só entrar no site, colocar a sua cidade de origem, destino e a data. Não precisa comprar ida/volta, caso você queira chegar em uma cidade e voltar para o Brasil a partir de outra. Enfim, é só escolher o voo e fazer o pagamento – que pode ser realizado inteiramente em milhas, ou uma parte em milhas, outra em dinheiro.

E caso não tiver milhas suficientes para completar a sua Eurotrip, vale criar um evento na plataforma #GiftSmiles para acumular mais milhas com a ajuda dos seus amigos e familiares. Nós já explicamos direitinho aqui no blog como agora você pode realizar a viagem dos seus sonhos mais facilmente graças à nova plataforma do Smiles.

8. Garantir a hospedagem

Além das passagens de avião, você também pode pagar a sua estadia em um hotel em milhas ou somente em dinheiro. É só entrar no site do Smiles, clicar na aba ‘hotéis e passeios’ e fazer a sua pesquisa.

Se o esquema é viver a vida local mesmo ou se você estiver em família, aconselhamos um bom apartamento no Airbnb. Além de todos terem sua privacidade em cada quarto, você tem a oportunidade de experimentar a vida na cidade como se morasse ali desde sempre.

Caso esteja sozinho ou entre amigos em uma viagem mais descontraída e econômica, os hosteis são a melhor escolha. O site Hostelworld te ajuda a encontrar o melhor hostel da região em que você vai estar. Procure sempre escolher os hosteis que foram bem avaliados em termos de limpeza e localização para evitar perrengues.

9. Escolher os passeios

Depois das passagens compradas e destinos definidos, hora de pesquisar muito para saber o que ver e fazer em cada lugar que você for visitar. Para isso, nada melhor que os guias clássicos de viagem ou blogs de viagem.

10. Arrumar documentos

A parte mais importante da sua viagem: documentos. Verifique se o seu passaporte ainda está válido, se não, está na hora de renovar! Confira se algum país da sua Eurotrip exige uma entrada com visto. Se sim, já prepare tudo o mais cedo possível.

E claro, o mais importante: seguro. Não deixe de sair do país sem um seguro viagem. A gente nunca sabe quando vai precisar.

11. Decidir como levar o dinheiro

O esquema real é SEPARAR. Leve dinheiro vivo e coloque uma parte na sua mochila, outra em um bolso de casaco, outra parte em uma nécessaire e assim vai. Dessa maneira, se você for roubado, você não perde tudo de uma vez só.

Além do dinheiro vivo, é bom sempre ter um ou dois cartões de crédito em mãos. Antes de viajar, peça para o seu banco aumentar o limite só para que durante a viagem você tenha um folga maior em caso de urgência. Além disso, não esqueça de avisar que você estará em tal e tal países para o uso ser desbloqueado nesses locais. Cartões como Visa e Mastercard funcionam tranquilamente no exterior.

Se quiser ter mais segurança, você pode usar o cartão pré-pago Visa Travel Money. Com ele, você deposita tudo que precisa antes de viajar e usa o cartão de débito normalmente no exterior.

Author Giovanna

Blogueira no portal do Estadão e jornalista formada pela Sorbonne, Giovanna se mudou de vez para Paris em 2014, desde então ela percorre a Cidade Luz dia e noite com a sua Nikon pendurada no pescoço e um bloquinho de notas na bolsa.

More posts by Giovanna

Leave a Reply